Fernando Pessoa (1888-1935)

Fernando Pessoa (1888-1935)
 clip_image002
c. 1955. Eu tinha uns quatorze ou quinze anos quando ouvi minha irmã Maria Antônia recitar “… o tique-taque estalado da máquina de escrever” do poema Dactilografia, de Fernando Pessoa. Deu um “tique” em mim, seguido de um “taque”. Perguntei quem era! Comecei a lê-lo e não parei mais. Fernando Pessoa são tantos que um único blog ainda seria pequeno para cabê-lo todo.

Uma raridade. Encontrei essa foto em 1997, na Internet. Não está mais disponível. Foi talvez na manhã desse dia, olhando o oceano, que o poeta  escreveu o Mar Portuguez, onde se encontra seus dois versos mais famosos (in Mensagem):

  Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!

Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.
 
***
Fernando_Pessoa-Julio_Pomar
Para insistir na eterna modernidade do poeta, uma homenagem. Seua “retrato” por diversos artistas contenporâneos  (in Pessoa Para Todas as Ocasiões). À direita, Julio Pomar (1926- ). A duplicidade dos rostos retrata heterônimos de Fernando Pessoa.


 
Hermenegildo Sábat (1933- )
Caricaturista Uruguaio
 
  
Hermenegildo Sábat 01 Hermenegildo Sábat 02
Hermenegildo Sábat 05
Hermenegildo Sábat 07 Hermenegildo Sábat 08 Hermenegildo Sábat 10
Hermenegildo Sábat 11

Hermenegildo Sábat 13
Hermenegildo Sábat 17
Hermenegildo Sábat 19 Hermenegildo Sábat 20 Hermenegildo Sábat 15
 
***
 
Júlio Pomar, 1985

Júlio Pomar, 1985bFernando Pessoa encontra D. Sebastião num caixão sobre um burro ajaezado à andaluza
 
Joao Abel Manta
Julio Pomar (1926- )
Pintor português
Julio Pomar(1926- )
Pintor português
João Abel Manta
Cartunista Portug.)
 
***
 
Fernando Carvall GilmarFraga-2


Jorge Colombo
Fernando Carvall
Cartunista brasileiro
Gilmar Fraga (1968- )
Cartunista brasileiro
Jorge Colombo
Ilustrador portug.
 
***
 
Bartolomeu Cid dos Santos (Caeiro)
Celito Medeiros


João Pestana
Bartolomeu C dos Santos (1931 - 2008)
Artista português
Celito Medeiros (1951- )
Artista brasileiro
João Pestana
 
***
 
  José de Almada Negreiros (3 heterónimoss e )Caieiro Reis e Campos Clara Ferreira a.k.a. Latynina pessoa-2nd-life
 
José de Almeida Negreiros
(1893-1970 Três heterônimos
Artista português
Clara Ferreira
Fotógrafa portuguesa
 
***
 
  josejoaobrito Jef Aerosol 2
 
José João Brito
Escultor português
Jeff Aerosol
Artista português

***

5 comentários:

Júlio Machado disse...

Falar em Pessoa, impossível não pensar no poeta que "é um "fingidor"...

Luis Alfredo disse...

Caríssimo Júlio.
Bem lembrado ... a confissão do poeta. Eram vários, os fingidores. Os mais conhecido são quatro (Alberto Caieiro, Álvaro de Campos, Ricardo Reis e Bernardo Soares). Aliás, todo artista é um impostor, e os grandes nos enganam sempre ao enganar a realidade. Conrodo... Como diz a mulher de malandro! "- Me engana, que eu gosto!"
Amplexos não fingidos

Júlio Machado disse...

Luis Alfredo,
recentemente eu li uma reportagem atribuindo "navegar é necessário, viver não é necessário", ao general Cneu Pompeu Mágno e tomado emprestado por D. Joãp II; citado por camões e posteriormente por Pessoa.
Lógico, nada disso tira o brilhantismo do grande poeta lusitano.
Eu não que é raro uma pessoa ter conectividade de pensamentos literários. Talvez essa frase estivesse implicita na mente de pessoa e ele nem lembrava que já tinha lido ela em algum lugar. Por isso é que eu procuro anotar as grandes frases que leio pra dar os seus devidos créditos e não cair em involuntários plágios.
Ainda sobre Pessoa, ele ainda vai dar muito o que falar. Aquele tal negócio: "falem bem ou falem mal, mas falem de Pessoa"..."
Abraços Poéticos
e obrigado por continuar me prestigiando!

Luis Alfredo disse...

Júlio,
Interessante e intrigante o seu comentário. Realmente, não importa a verdade. Concordo com vc que a frase deveria estar no cons- e/ou inconsciente coletivo dos navegadores. Não importa. Nós, artistas, ficamos com os mitos. A verdade... que permaneça ela com os historiadores et alii.
Abs Pessoais

Tais Luso disse...

É verdade o que diz o Julio sobre 'o fingidor...' É lembrado de imediato. Estão divinos essas pinturas, acho que reconheceria Pessoa até de burka!
Adorei, simplesmente.

bjs
Tais